terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

recebi, vale muito divulgar

Só lamento o autor não ter se identificado.

BBB 10: Putaria ao vivo!!!


Que me perdoem os ávidos telespectadores do Big Brother Brasil (BBB), produzido e organizado pela nossa distinta Rede Globo, mas conseguimos chegar ao fundo do poço. A décima (está indo longe) edição do BBB é uma síntese do que há de pior na TV brasileira. Chega a ser difícil encontrar as palavras adequadas para qualificar tamanho atentado à nossa modesta inteligência.



Dizem que Roma, um dos maiores impérios que o mundo conheceu, teve seu fim marcado pela depravação dos valores morais do seu povo, principalmente pela banalização do sexo. O BBB 10 é a pura e suprema banalização do sexo. Impossível assistir ver este programa ao lado dos filhos. Gays, lésbicas, heteros... todos na mesma casa, a casa dos heróis, como são chamados por Pedro Bial. Não tenho nada contra gays, acho que cada um faz da vida o que quer, mas sou contra safadeza ao vivo na TV, seja entre homossexuais ou heterosexuais. O BBB 10 é a realidade em busca do IBOPE: é putaria ao vivo!!!



Veja como Pedro Bial tratou os participantes do BBB 10. Ele prometeu um zoológico humano divertido . Não sei se será divertido, mas parece bem variado na sua mistura de clichês e figuras típicas.

Se entendi corretamente as apresentações, são 15 os animais do zoológico: o judeu tarado, o gay afeminado, a dentista gostosa, o negro com suingue, a nerd tímida, a gostosa com bundão, a não sou piranha mas não sou santa, o modelo Mr. Maringá, a nordestina sorridente, a lésbica convicta, a DJ intelectual, o carioca marrento, o maquiador drag-queen e a PM que gosta de apanhar (essa é para acabar!!!).



Pergunto-me, por exemplo, como um jornalista, documentarista e escritor como Pedro Bial que, faça-se justiça, cobriu a Queda do Muro de Berlim, se submete a ser apresentador de um programa desse nível. Em um e-mail que recebi há pouco tempo, Bial escreve maravilhosamente bem sobre a perda do humorista Bussunda referindo-se à pena de se morrer tão cedo. Eu gostaria de perguntar se ele não pensa que esse programa é a morte da cultura, de valores e princípios, da moral, da ética e da dignidade.



Outro dia, durante o intervalo de uma programação da Globo, um outro repórter acéfalo do BBB disse que, para ganhar o prêmio de um milhão e meio de reais, um Big Brother tem um caminho árduo pela frente, chamando-os de heróis. Caminho árduo? Heróis? São esses nossos exemplos de heróis?



Caminho árduo para mim é aquele percorrido por milhões de brasileiros, profissionais da saúde, professores da rede pública (aliás, todos os professores), carteiros, lixeiros e tantos outros trabalhadores incansáveis que, diariamente, passam horas exercendo suas funções com dedicação, competência e amor e quase sempre são mal remunerados..



Heróis são milhares de brasileiros que sequer tem um prato de comida por dia e um colchão decente para dormir, e conseguem sobreviver a isso todo santo dia.



Heróis são crianças e adultos que lutam contra doenças complicadíssimas porque não tiveram chance de ter uma vida mais saudável e digna.



Heróis são inúmeras pessoas, entidades sociais e beneficentes, ONGs, voluntários, igrejas e hospitais que se dedicam ao cuidado de carentes, doentes e necessitados (vamos lembrar de nossa eterna heroína Zilda Arns).



Heróis são aqueles que, apesar de ganharem um salário mínimo, pagam suas contas, restando apenas dezesseis reais para alimentação, como mostrado em outra reportagem apresentada meses atrás pela própria Rede Globo.



O Big Brother Brasil não é um programa cultural, nem educativo, não acrescenta informações e conhecimentos intelectuais aos telespectadores, nem aos participantes, e não há qualquer outro estímulo como, por exemplo, o incentivo ao esporte, à música, à criatividade ou ao ensino de conceitos como valor, ética, trabalho e moral. São apenas pessoas que se prestam a comer, beber, tomar sol, fofocar, dormir e agir estupidamente para que, ao final do programa, o escolhido receba um milhão e meio de reais. E ai vem algum psicólogo de vanguarda e me diz que o BBB ajuda a "entender o comportamento humano". Ah, tenha dó!!!



Veja o que está por de tra$$$$$$$$$$$$$$$$ do BBB: José Neumani da Rádio Jovem Pan, fez um cálculo de que se vinte e nove milhões de pessoas ligarem a cada paredão, com o custo da ligação a trinta centavos, a Rede Globo e a Telefônica arrecadam oito milhões e setecentos mil reais. Eu vou repetir: oito milhões e setecentos mil reais a cada paredão.



Já imaginaram quanto poderia ser feito com essa quantia se fosse dedicada a programas de inclusão social, moradia, alimentação, ensino e saúde de muitos brasileiros?

(Poderia ser feito mais de 520 casas populares; ou comprar mais de 5.000 computadores )



Essas palavras não são de revolta ou protesto, mas de vergonha e indignação, por ver tamanha aberração ter milhões de telespectadores.



Em vez de assistir ao BBB, que tal ler um livro, um artigo de Jabor, um poema de Mário Quintana ou de Neruda ou qualquer outra coisa..., ir ao cinema..., estudar... , ouvir boa música..., cuidar das flores e jardins... , telefonar para um amigo... , visitar os avós... , pescar..., brincar com as crianças... , namorar... ou simplesmente dormir. Assistir ao BBB é ajudar a Globo a ganhar rios de dinheiro e destruir o que ainda resta dos valores sobre os quais foi construída nossa sociedade.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

domingo, 3 de janeiro de 2010

FELICIDADES A TODOS!!!!!!!!!!

que nesse 2010, estejamos sempre conectados

sempre alegres e muito iluminados,
e vivendo,vivendo muito, COM ALEGRIA , PAZ , E MUITO FELIZ!!!!!!!!!!!!!!!!!


beijos,
fatimagatha





domingo, 13 de dezembro de 2009

FELIZ NATAL!!!!!!!




Que o Natal e o Ano Novo, seja uma renovação e uma inovação em nossas vidas.
Que venham cheios de alegria, de união e principalmente de muito sucesso em todo e qualquer momento de nossas vidas!
Bjs.
fatimagatha

sábado, 5 de dezembro de 2009

Surpresa Muito Mais Que Agradável.







Surpresa Muito Mais Que Agradável.


Como é bom ter uma surpresa! Bom mesmo, claro que estou falando de surpresas agradáveis.

Encontrei Dona Verônica para um café, sentadas e colocando o papo em dia, começou ela a contar mais um de seus feitos na vida, mas dessa vez, com uma alegria estampada e declarada mesmo, que fiquei muito curiosa para saber o que tanto tinha acontecido de bom.

Dia desses, começou ela, tive uma surpresa, mais que surpresa, foi um presente mesmo.
Fui convidada para ir a um evento, mas não sabia direito o que seria, uma vez que meu namorado, que convidou, nada disse sobre o que seria.
Acostumada ao jeito de ser dele, não perguntei muito, mas também não me preocupei também, já que ao longo desses anos todos que estamos juntos, sempre freqüentamos lugares muitos bons e bonitos, então se preocupar pra que?
Chegou então o dia, uma segunda feira, como de costume, corri para arrumar os cabelos, a roupa, me ajeitar mesmo, já que o endereço do evento por si só pedia uma arrumação, digamos , muito boa.
Arrumados, perfumados, fomos os dois.
Logo que cheguei, vi os convidados chegando também pontualmente, na hora estranhei um pouco as pessoas, principalmente porque não eram conhecidas, nenhuma.
Um lugar bonito, elegante e muito bem organizado.
Ufa! Que bom!
Entramos, para minha surpresa total, o evento era promovido por um banco, o Santander. TALENTOS DA MATURIDADE.
Como ele, escreve e escreve muito bem, pensei eu, que bom, vamos começar a circular agora também nesse meio de gente que gosta muito de escrever, pintar, cantar, trabalhar em favor que coisas boas.
Só isso já me deixou muito contente.
Aí, entre um espumante e outro, começamos a passear pelo salão, olhando, conhecendo e apreciando os trabalhos premiados, as pessoas, foi quando paramos frente aos telões colocados para mostrarem trabalhos não premiados, mas que foram selecionados entre os milhares e milhares de inscritos.
Aparece lá, INSÂNIA, nossa! Já vi esse título, pensei logo, cheguei mais perto para ver de quem era o conto, e, agora sim, a minha surpresa foi uma agradável e feliz SURPRESA, era nada mais nada menos que meu namorado, isso mesmo, meu namorado.
Fui tomada de uma alegria muito grande e, confesso, um orgulho enorme de estar lá com ele, ao lado dele.
Sabe de uma coisa? Até agora, passados alguns dias , ainda estou curtindo o maior orgulho de ser a namorada dele.
Nessa altura, eu e Dona Verônica já tínhamos conversado bastante e eu, me sentindo feliz com a alegria dela, nos despedimos, prometendo nos encontrar novamente muito em breve.
Cada uma para seu lado, e lá fui eu pensando;
Temos mesmo é que viver e aproveitar muito os bons momentos da vida, faz bem para o corpo, pra alma e, com certeza faz enfrentar a vida com muito mais vontade e coragem.
Bom mesmo!
Até o próximo café.


(fatimagatha-05/12/2009)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Etcha!!!!!!!!!!!!!!!

Olá,

Esse agora é para tentar redimir meus pecados.
Pecados esses que eu fiz, ou melhor faço com muita freqüência, talvez até porque falo demais, então quando vou escrever, vou fazendo sem pensar e sem me dar conta que erro e erro feio, da até impressão que a única coisa que não sei é escrever português.
Relendo as coisas que escrevi, me senti muito mais que uma “analfabeta completa” metida a escrever.
Como a vida e essa máquina aqui são implacáveis, acabei mostrando para o mundo inteiro minha total desatenção e minha total insensatez ao publicar , sem revisão alguma.
Como descobri isso agora (sou mesmo meio “atrapalhada”, quer dizer, muito atrapalhada), espero que leiam novamente e por favor esqueçam o que leram anteriormente.(se é que isso é possível)rsrsrsrs....
Quem me conhece não estranhou, quem não me conhece, ficou conhecendo..rsrsrsrsrsrs....
Fica aqui prometido que de agora em diante tomarei todo cuidado e atenção no que eu for tentar escrever.
Ta PROMETIDO e Pronto!
È isso,

Até mais.

fatimagatha

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Caminhos









Como é bom andar, faz bem para a saúde, faz pensar na vida, faz ver as coisas que sempre existiram e nunca foram vistos, faz ver gente, faz pensar, faz sonhar.
Hoje, quando fui ao centro da cidade, resolvi ir andando, mesmo com um calor escaldante de mais de 30 graus à sombra, fui andando.
Procurando andar onde existia uma sombra, nem que fosse bem pequenininha, fui que fui.
Aí, me dei conta de que estava indo por opção mesmo, mas tinha um monte, mas um monte de gente que faz isso por ser a única forma que existe para chegarem aos pontos de ônibus que os levam para sua casa, trabalho, médico, supermercado, ou sei lá mais onde.
E fui eu andando, passei por um caminho, que se fosse cuidado e arrumado, não seria tão cansativos assim, um caminho onde tivesse a sombra de algumas arvores, flores, bancos, para quando alguém quisesse fazer uma paradinha, respirar e continuar sua jornada, ou mesmo sentar com alguém que tivesse encontrado no caminho e colocar o papo em dia.
Mas, infelizmente, nesse caminho que muitas, muitas pessoas, passam diariamente duas ou mais vezes por dia, não tem nada disso, o que tem é muita poeira, sol , um barracão abandonado, que se arrumado , seria belíssimo.
Será que é muito difícil, plantar algumas arvores, algumas flores, colocar grama , onde a terra batida faz a poeira subir????
Será que é muito difícil fazer um caminho bonito, para quem passar, para que precisa passar por lá, possa também sonhar, respirar, sentir-se bem??
Acredito, acredito mesmo, que se isso fosse feito, muito beneficio traria , e o povo que por lá é obrigado a passar diariamente, além se sentirem valorizados , chegariam aos seus destinos muito mais motivados.

E quando se tem motivos na vida, seja ele qual for, ela anda bem melhor e pra frente.



(fatimagatha-25/11/2009)